Que é FLAC e Suas Vantagens ​

FLAC é um codec de áudio e a abreviação significa Free Lossless Audio Codec (Compressor/Descompressor de Áudio Livre de Perdas) e é um formato similar ao MP3, mas infinitamente superior em termos de qualidade, já que não existe perda. O FLAC é comparável ao formato WAV em termos de qualidade e ainda tem algumas vantagens, como você verá abaixo.

A compressão feita pelo codec FLAC não remove qualquer informação nos dados, como acontece com codecs como MP3, AAC, Vorbis e outros, que cortam freqüências (entenda como instrumentos musicais) e removem informações no áudio, descartando assim dados importantes da música. 

FLAC usa um processo similar ao usado pelo WinZip, WinRAR e tantos outros programas que comprimem dados sem descartar nenhuma informação, exceto pelo fato de que com FLAC a compressão é muito melhor porque ele foi programado especificamente para áudio e você pode ouvi-lo em muitos aparelhos e softwares, como por exemplo, o Windows Media Player, o Winamp ou qualquer outro aplicativo que utilize o filtro Directshow. E isso acontece em tempo real e sem forçar seu sistema, exatamente como um MP3.

Se o FLAC for comparado com um formato como WAV, a principal vantagem está na redução no tamanho do arquivo, proporcionando então um melhor armazenamento, que geralmente fica de 40% a 50% menor. Além disso, o FLAC tem a habilidade de embutir MetaData ou Tags (dados sobre os dados) dentro do arquivo de áudio, que são similares às IDE3 Tags dos MP3, o que não é possível no WAV. Essas Tags ou rótulos são usados para armazenar informações importantes tal como o nome do artista, da música, a fonte, o ano, imagem da capa e etc. Você deve incluir estas Tags ou rótulos sempre que extrair (ripar) um CD, para que seja possível organizar e encontrar facilmente as músicas nas suas bibliotecas digitais. Clique aqui para ver como o FLAC se comporta no Windows Media Player quando comparado ao WAV.

Se o codec FLAC for comparado ao MP3, a maior diferença está na integridade da fonte do áudio, que é mantida no FLAC, o que não acontece no MP3. E como mencionei, você pode usar suas músicas codificadas com o codec FLAC normalmente no seu computador, como se fossem MP3.

Por que converter para MP3?

Simplesmente não tem um motivo bom, alem do tamanho. Um arquivo de 700MB em FLAC pode muito bem cair para 85MB. 

Outro motivo é stream. Se você tem um servidor, ou uma raspberry ou qualquer coisa que seja, com um sistema rodando em cima para fazer stream, na hora de ouvir as musicas em FLAC, a internet vai sofrer um pouco. Então para converter toda uma dicografia separada por diretórios, por exemplo, da um trabalho. 

Mas graças ao GNU/Linux e ao FFMPEG aliado ao FIND, fica facil e "rapido" (vai depender do seu processador). Sem mais delongas, segue o código:

find . -name "*.flac" -exec ffmpeg -i {} -ab 160k -map_metadata 0 -id3v2_version 3 {}.mp3 \;